Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Os capitalistas já estão de olho!!!

E nós, educadores, estamos também nos preparando ou já fazendo a diferença na vida destes jovens?

Até que ponto estamos preparados o suficiente para prepará-los bem?

O que vejo é: ou assumimos esta responsabilidade e corremos para recuperar nosso "atraso" a fim de ajudar na orientação de nossos jovens alunos ou eles estarão a mercê dos únicos com tempo, disposição, vontade e MUITO interesse neles = o mercado capitalista



Leia a reportagem abaixo
e veja o tamanho do interesse e da preparação

fonte:http://tecnologia.br.msn.com/especiais/artigo.aspx?cp-documentid=25944720


Por Claudia Valls, Atualizado: 14/10/2010 12:49 Conheça a geração ZEles nasceram entre 1994 e 2000 e estão chegando para mudar o mercado de trabalho O que esses garotos podem ensinar para a sua empresa?
Para essa geração, os CDs já são “vintage”e as amizades são contadas pelo Facebook e Orkut. Bem vindos à “Geração Z”. Fontes diferentes a definem de acordo com datas variáveis, mas para efeito de escrever este artigo, t…

Rof Crof

Índice

Relativos
Uma visão
Ser é o suficiente
Escolha
Precisar X Preferir

POSSO escolher
Indústria, comércio, dinheiro, vida real
A vida prática
Valorização da Vida
Vencedores e Perdedores
CONVIVÊNCIA
Conclusões
Propostas


Relativos

O certo e o errado, o bom e o mau, são apenas conceitos relativos que sobrevivem:

1) nos hábitos e costumes
2) do grupo social
3) pertencente a determinada cultura, política e /ou religião
4) de uma determinada região
5) em determinado tempo

o acesso a história, a globalização da informação e a convivência com outras culturas está ai para comprovar o que acaba de ser declarado. não é apenas Uma visão
Uma visão

Baseada na declaração dos Relativos esta visão de mundo pode ser resumida em
Experiência

Experimentar a vida.
Isso é algo muito simples. Qualquer bebê, em seus primeiros meses de vida sabe exatamente o que isso significa. Experimentar, perceber a íntima relação entre ação e reação, ação e consequência. E Então, .............. Escolher................ Para isso não é preciso s…

Pontuar? Depende do gênero, do leitor...

Use diferentes textos e revele as diversas possibilidades que os sinais gráficos oferecem

fonte: abril.com.br
Paola Gentile (pagentile@abril.com.br)


Separar frases com vírgulas pode? E terminar uma oração interrogativa com reticências? Ao criar um texto — e também ao corrigi-lo —, todo mundo enfrenta dúvidas desse tipo. Mas talvez não seja o caso de se angustiar tanto diante das incertezas. Afinal, os linguistas garantem: em pontuação, não existe certo ou errado. Só o "depende"... Depende da intenção do autor, do gênero do texto, do leitor que se quer alcançar. Os sinais que tanto atormentam estudantes (e mestres) nada mais são do que formas gráficas de atribuir significado e dar coesão ao que criamos, garantindo que a mensagem será entendida. Com as mesmas palavras, na mesma sequência, conseguem-se diferentes sentidos. Duvida? Faça o teste abaixo.






TESTE

Que pontuação usar? Para provar que existem diversas possibilidades, preparamos um teste. Quantas formas você encontra para pon…