Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

Altos e Baixos

Sinta TODA a raiva que puder sentir, chore, esperneie, tome um porre se precisar.  Mas faça isso direito. Inteiro. Completo. Até esgotar.
Depois ZERE a conta. Não deixe dívidas pendentes. Acabou. Finished.
Agora levante a cabeça e olhe em volta atentamente.
Existe algo na crise que só pode ser encontrado nela. Só você está ai, você  só conseguirá ver e aproveitar enquanto estiver ai.
Respire profunda e lentamente por alguns segundos.

Olhe com mais amplitude de visão, num ponto atrás da situação, fora dela.
Não desperdice esta oportunidade única para dar mais um passo em direção ao que você realmente quer, desejou, planejou e está conseguindo. 
Aconteceu comigo: achei a pérola do caos

Porque parece um segredo?

Parece um segredo apenas por que foi pouco divulgado.

Não é uma conversa comum, nem passamos nossa juventude inteira ouvindo isso na escola. (suposto melhor local para nos informarmos sobre as "coisas" mais importantes para nossa vida)




Eis um deles:


Olhar pelo ponto de referência OU PONTO DE VISTA da oportunidade. 

Quando conseguimos parar um minuto diante de uma situação contrária a nossa vontade.


(muito ruim ou pouco ruim, ela não nos é agradável, gostaríamos que não fosse assim)

Visualizamos neste pequeno minuto a oportunidade.



Pergunte-se: o que é possível fazer nesta situação
(que não desejei)


em comparação a outra?

(desejada ou não)






Existe um presente muito especial em cada momento do agora.




Normalmente ficamos cegos a estas oportunidades e claro, não as aproveitamos pela simples falta de incentivo e de prática. Não nos orientaram insistentemente sobre ela. Vem passando despercebida há muito tempo.







Pode não parecer muito fácil no começo. Este "stop" de 1 minuto…

Inversão de valores

Acontece nas melhores famílias, não adianta espernear.
O que podemos fazer é rever os conceitos, analisar por outros ângulos de referência E mudar, claro.
Ficar só olhando de braços cruzados não vai resolver NADA.

Por exemplo:

O homem do campo, que alimenta o mundo, deveria receber menos que um deputado? Um médico? Um professor? Um carteiro? Um lixeiro?

Não acho. Por mais que alguém tenha se empenhado para aprender um ofício, na prática e na teoria, seu valor não deveria ser diminuído nem aumentado. Estamos mergulhados nesta ideia de que quem estudou mais (se esforçou mais) teoricamente vale mais, gastou mais para chegar onde está. Esta é uma clássica inversão de valores associada com a crença de que só tem mérito quem se esforça. Quem sofre, se empenhando para, consegue. Com isso passamos anos e anos decorando todo tipo de bobagens que de nada servem do que apenas para tirar uma boa nota na prova. Depois, sair orgulhoso mostrando um diploma teórico, suado, caro e com quase nenhuma ut…

A Educação Mutiladora

quebrando paradigmas cada um de nós pode começar já


Bons Motivos

Existe apenas um grande e bom motivo para as coisas estarem como estão: vantagem (de alguns poucos).

Enquanto somos obrigados a LUTAR pela simples sobrevivência e logo em seguida somos treinados para ADORAR nossas próprias conquistas, seguimos distraídos.

Mal informados, pouco críticos, o mais possível que for adaptados aos "bons costumes", a ética e aos valores impostos pelas mídias... seguimos. Distraídos pela guerra da sobrevivência,  depois pela guerra da conquista de um lugar ao sol, da manutenção dele e seguimos em frente.

Quem tem uma renda suficiente para pagar suas continhas e comer, SE não se distrair com os encantamentos externos, fatalmente vai encontrar tempo e disposição para pensar. Para aprender mais. Para querer ser mais do que apenas um ótimo consumidor. Para querer realizar mais e maiores feitos de alcances múltiplos. Porque a maior realização do ser é amar e ser amado. E isso se conquista compartilhando, colaborando, construindo junto.

Muito distante do q…

Ler... viajar através das letras

Entendo que para uma visão tradicional, os livros são nosso passaporte para qualquer lugar.
Mas, num país como o nosso, com seus índices de analfabetismo e grande desinteresse pela leitura e escrita mesmo entre os alfabetizados, precisamos ampliar um pouco nossa visão.

Hoje, com a internet, temos vídeos e podcastings que nos trazem, tanto quanto ou mais, informação e conhecimento que os conteúdos escritos. Pode-se dizer que nosso povo nunca leu e escreveu tanto, antes de adventos como chats, orkut, facebook e demais ferramentas de interação na web.

Assim, fica aqui meu amor incondicional pela leitura e escrita. E não nego que um livro entre as mãos é um prazer insubstituível. Mas também deixo meu TIM TIM para a internet, que vem ampliando cada dia mais nossas possibilidades.

Parabéns a mais uma escritora entre nós!
Assista ao vídeo =
http://tv.camaracb.sp.gov.br/home.aspx?e=25&c=2&v=448&acid=635156365315527007

Quando você muda o modo de observar as coisas, as coisas mudam

Frase


O amor é a solução. 
 "Existem três tipos de pessoas: as que deixam acontecer, as que fazem acontecer e as que perguntam o que aconteceu." (John Richardson Jr.). 
"Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas." (Charles Chaplin).


Sou uma metamorfose ambulante...

Remodelando o mundo...

Em minha remodelagem as mudanças seriam sutis, bem sutis, mas fundamentais e de base.

Eu mantenho o luxo, o conforto, o glamur. Vinhos, queijos, jóias, perfumes, lanchas, iates e cruzeiros. Moda, arquitetura, arte... Não precisamos deixar de possuir milhões coisas que já conquistamos.

Nesta nova modelagem porém, honestidade e transparência são itens de necessidade básica.

Ecologia e sustentabilidade começam no lixo doméstico e se estendem por energia limpa e industrialização sem poluição.

Escola é um espaço de troca e construção colaborativa, não de transferência, muito menos de competição. Nossos preciosos filhos tem espaço para crescer, criar, amar e ser amado. As matérias são nada mais que projetos escolhidos e realizados pelo grupo, conforme seus interesses, gostos e competências particulares.

Os salários possuem um piso nacional mínimo que não discrimina doutores de faxineiros e lhes garante uma vida digna. Alimentação, moradia, educação, transporte, segurança, lazer... Só para d…

M.C.Sisi autora em TI Especialistas

transcrição de conteúdo das várias publicações entre fev e novembro de 2011 
AUTHOR ARCHIVES M.C.SISI Sobre M.C.Sisi Especialista em Educação e Tecnologias da Informação e Comunicação :::Summary Atuo em TI desde 1991 com capacitação de equipes, consultoria e palestras em instituições de ensino públicas e particulares e empresas em todos os níveis hierárquicos. :::Specialties TIC - Tecnologias da Informação e Comunicação. EAD - Educação a Distância. Analista de Sistemas Web. :::Education Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - campus Senhor do Bonfim - Licenciatura Plena em Tecnologias da Informação e Comunicação, 2010 - 2014 Universidade Cidade de São Paulo - Especialista, Tecnologias e Educação a Distância, 2010 - 2011 Fundação Armando Alvares Penteado - Licenciada, Artes Plásticas, 1989 - 1991 :::Interests Sementes todas... as que se espalham, que germinam, as que morrem sem germinar... ... não importa muito onde vão parar, são sementes... contém em si, infinitas possibi…

Uma ajeitadinha ali, outra aqui...

Alguém disse que quando fazemos o possível (não nos protegemos, assumimos os riscos de fazer) abrimos mil novas portas e quando percebermos estaremos realizando o impossível.

Não duvido mais disso.
Quanto mais analiso minhas restrições, minhas impossibilidades, mais busco por opções.
Este inconformismo em permanecer nos espaços, situações, relações e quaisquer outras coisas que não me fazem bem, me empurra para outras soluções. Por mais impossíveis que possam ter me parecido no ontem, no hoje se mostram reais. Apenas acontecem.

De perto ninguém é normal. As vezes o "outro" nos parece algo divino, maravilhoso, inatingível. Nossa, como é boa a vida daquela pessoa. É verdade, a vida de todos nós tem aspectos bons e ruins. O desequilíbrio temporário deste cenário acontece principalmente em função do foco que damos e dos pontos de referência que usamos para perceber.

Mas a verdade prática é que nada nem ninguém é 100% alguma coisa 100% do tempo. Todos oscilamos como as ondas do m…

TODA a diferença

Algumas coisas podem fazer TODA a diferença em nossas vidas, esta é uma delas.
USE, abuse e compartilhe!




O que é real?
Como surge a matéria?
Quanta verdade você é capaz de ouvir?
De onde viemos? O que estamos fazendo? Para onde Vamos?
Do que é feita a consciência? Site: www.profheliocouto.com.br
Portal: www.heliocouto.com
Blog: www.heliocouto.blogspot.com
Rede Social RH:www.ressonanciaharmonica.ning.com
Site RH: www.ressonanciaharmonica.com

Seres Humanos

Particularmente acredito em seres humanos que comportam todo tipo de humanidade mas que sentem-se mais saudáveis e felizes ao vivenciarem sua honestidade, integridade, amor e fraternidade dentro de toda a liberdade intrínseca existente para estas escolhas.

Mas entendo que, cerceados por sociedades doentes e equivocadas em suas "regras de conduta", acabam por escolher caminhos obscuros na intenção da simples sobrevivência.

É preciso "adaptar-se" para continuar vivo. Esta foi uma máxima sustentada pela ciência que, como tantas outras, sustentadas por religiões, produziram vários equívocos. Pequenas ou grandes distorções aqui e ali, intencionais ou não, criaram legiões de crédulos de que algo é certo ou errado conforme tais padrões.

Ao ler os jornais, de qualquer tipo, vejo um cenário tão real quanto fantasioso e sinto certa dificuldade para discernir nosso mundo. Pois, se afinal já entendemos que, quando se sabe onde se quer chegar, chega-se mais rápido, onde afinal est…

Verdades cabeludas

Já faz algum tempo que comecei a perceber que as verdades da minha vida são tão "cabeludas" que uma mentira (mesmo muito da mal contada) convenceria mais.

Estou fazendo questão de anotar uma delas aqui:

SE, alguém me dissesse que a Marcia Sisi nunca tinha ouvido falar de DeRose, até hoje (21/08/2013), eu jamais acreditaria.

Marcia Sisi

Para quem também NUNCA ouviu falar ou já conhece, recomendo assistir esta entrevista muito esclarecedora


http://www.metododerose.org//entrevista/




livro citado na entrevista  http://www.metododerose.org/downloads/?localized_domain=true#
outros downs

http://www.metododerose.org/downloads/?localized_domain=true

Azeitando a Equipe

Vamos encontrar aqui um caminho alternativo.
Seremos livres para escolher o que gostamos e preferimos fazer. Assim as responsabilidades são distribuídas.

Considerando que nem tudo acontece exatamente como o programado, que alguém falha em suas execuções, acidentes acontecem, máquinas quebram etc. Temos a política de "no stress". Ou seja estas falhas, humanas ou não, serão solucionadas sem castigos ou cobranças.

Neste cenário, além dos imprevistos que quebram a sequência temos também as tarefas que não foram assumidas por ninguém. Porque são chatas, cansativas, nojentas, não importa o motivo da rejeição.
Estes buracos vagos quebram a "linha de produção" e todos os seus dependentes param também.

A solução foi encontrada com a criação dos "momentos de ajustes". São horários chaves específicos, em pontos críticos do processo, que possuem a participação do grupo em regime de pouca dedicação. Cerca de 15 minutos a 1 hora e meia dedicados ao que precisa ser feit…

Nova escola? Ou espaço de realização do ser?

Minha sugestão já há alguns anos é disponibilizar para nossos filhos TODO o conhecimento humano acumulado até hoje. Disponibilizar, incentivar, contribuir e assessorar os alunos na assimilação destes conhecimentos. Mas sem obrigar "gênios da matemática" a estudarem as artes E serem obrigados a assimilar 50% para serem considerados "normais" e aceitos como "aprovados". O mesmo vale para nossos gênios das artes, música, geografia, história, ciências, línguas, tecnologia...

Cada ser com sua particular competência tem o DIREITO a informação, assimilação e uso, não a obrigação de ser pelo menos 50% bom em tudo que queiram lhe empurrar goela abaixo.

Temos o DIREITO de sermos diferentes, especiais, burros e até gênios no que mais nos aprouver.

Então a nossa nova escola PRECISA atualizar-se para, no mínimo, algo tão democrático, acessível, livre e grande quando a realidade que hoje vivemos. Internet. Rede. Compartilhamento. Transparência. Liberdade de escolha e p…

Você sabia disso? Se é mentira, por favor, comente!

Imperdível: verdadeiro show de Evo Morales na Europa!!!

Presidente boliviano intima Chefes de Estado europeus a quitarem a dívida estratosférica que a Europa possui com a América Latina.

Com linguagem simples, que era transmitida em tradução simultânea a mais de uma centena de Chefes de Estado e dignitários da Comunidade Européia, o Presidente Evo Morales conseguiu inquietar sua audiência quando disse:

"Aqui eu, Evo Morales, vim encontrar aqueles que participam da reunião.

Aqui eu, descendente dos que povoaram a América há quarenta mil anos, vim encontrar os que a encontraram há somente quinhentos anos.

Aqui pois, nos encontramos todos. Sabemos o que somos, e é o bastante. Nunca pretendemos outra coisa.

O irmão aduaneiro europeu me pede papel escrito com visto para poder descobrir aos que me descobriram. O irmão usurário europeu me pede o pagamento de uma dívida contraída por Judas, a quem nunca autorizei a vender-me.

O irmão rábula europeu me explica que toda dívida se paga com bens…

Uma sugestão assustadora

Olá Carlos, entendo seu ponto de vista e percebo que sua visão procura incluir os 2 lados da moeda "...Diminuir jornada é um pedido que agrada qualquer trabalhador, mas precisamos de ter uma politica industrial de primeiro mundo também. "Se matarmos a galinha não teremos mais ovos"...".

Vou me atrever numa sugestão um tanto quanto "assustadora" para um dos lados, mas o susto pode ser rápido rsrsrs.

Minha sugestão é fixar um salário mínimo digno, aquele que cobre moradia + alimentação + saúde, transporte, educação, água, luz, internet... inclui roupas, produtos de limpeza e higiêne, um cineminha de vez em quando... um básico acima da linha da pobreza. Algo como R$3.000,00 / por mês de 30 dias úteis, numa uma jornada de apenas 3 horas diárias. Para literalmente TODAS as profissões. Do lixeiro ao governador, diretor...

Não tem hora paga sem trabalho, nem sábado, domingo ou feriado. Não sei como resolver as doenças, mas quem sabe alguma seguradora saiba.

Quem…

Até onde nos manteremos hipócritas?

Negro, provavelmente para lá da idade considerada para novas contratações, discurso simples, cheio de erros de português, transparecendo certa ingenuidade e grande tranquilidade para se posicionar. Possivelmente um discurso sincero e íntegro, basta prestar um pouquinho de atenção.

Quem é você? Quem sou eu? Quem é ele? Quem somos nós?

Somos...

Nossa sapiência na língua materna?
Ou seremos nossa fluência em mais outras línguas?
Seremos nós a cor de nossa pele? Nossa idade?
Quem sabe somos os diplomas que carregamos.
Ou então as roupas que vestimos e o carro que possuímos.

Seremos nós o quanto estudamos, moramos, construímos, destruímos, colaboramos?
Seremos a propaganda ou o estereótipo que nossa "imagem" projeta?

Não, nós não somos SÓ o que aparece externamente.
Somos muito mais e principalmente o que carregamos dentro de nós desde o nascimento.

Penso que somos o que sentimos.
O que fazemos e deixamos de fazer.
O que pensamos, acreditamos e construímos de efêmero e sutil,
mui…

Renascer

Amo este universo de possibilidades infinitas da TI... todos estaremos em eterno processo de aprendizado.

Na minha opinião este é o grande gargalo no sistema educacional HOJE.
Nós professores precisamos romper com o estereótipo do "SEI", portanto posso ensinar, ser professor.  Já o aluno, este não sabe, veio aqui aprender.

Quando nossa escola virar a própria mesa para um modelo não hierarquizado. Admitir que somos TODOS ignorantes, só que em assuntos diferentes. E. Aceitar um espaço escolar de aprendizado mútuo e compartilhado, distribuído e não obrigatório. Apenas possível, disponível.
Neste momento estaremos reinventando nossa escola e o processo de aprender. 

Eu estou bem...

Eu estou bem, não tenho dores,
não estou doente.
Em volta de mim os meus amores,
gente feliz, saudável, contente.

Tem contas para pagar,
roupas para lavar,
acabou o sabão,
quebrou o fogão.

Coisas da vida de qualquer um
Sejamos ricos ou pobres
Ignorantes ou letrados
Nobres ou bastardos

As vezes tem vírgula,
as vezes não.
Nem sempre tem ponto final
ou maiúscula na inicial.

Não estou tirando a importância da constância,
só abrindo a possibilidade
para aceitarmos melhor a diversidade
para percebermos mais, que nada é imutável
e apesar disso continua saudável
e ainda assim faz parte da vida

Nada é intrinsecamente mau.
Somos, as vezes, ou estamos mais do que gostaríamos....
No entanto logo vem a próxima esquina,
sempre será um bom momento para virar

SEMPRE existe uma saída,
todos temos escolha
ainda que por vezes nos falte força
ou uma mão amiga pra empurrar

Marcia Sisi

Engenharia Reversa - rearranjos

Somos diferentes.

Enquanto uns amam dormir até tarde, outros só sentem-se bem aproveitando as primeiras horas da manhã.

Uns adoram a organização e a previsão, outros o caos e a aventura imprevisível.

O que me faz feliz não é o mesmo para você.


Então...


Que tal uma solução totalmente diferente?


Não temos todos que acordar cedo e sair para o trabalho, nem teremos todos que buscar a riqueza financeira e então discriminar os que não a alcançaram. Nem todos estudarmos e então acreditarmos que quem não estudou é menor que nós, ou menos potente.


Nas salas de jardim da infância de todo o mundo podemos perceber algumas características comportamentais básicas, comuns, em maior ou menor grau, entre 0 e 5 anos. Independente de raça, credo, religião, classe social. Alguém não sabe disso?





SE todos sabemos, porque continuamos ignorando?





Porque continuamos a criar as diferenças discriminatórias ao invés de aceitá-las, respeitá-las E, o que é o melhor, tirarmos proveito delas?


Eu tenho algumas sugest…