Pular para o conteúdo principal

Engenharia Reversa - rearranjos



Somos diferentes.

Enquanto uns amam dormir até tarde, outros só sentem-se bem aproveitando as primeiras horas da manhã.

Uns adoram a organização e a previsão, outros o caos e a aventura imprevisível.

O que me faz feliz não é o mesmo para você.


Então...


Que tal uma solução totalmente diferente?


Não temos todos que acordar cedo e sair para o trabalho, nem teremos todos que buscar a riqueza financeira e então discriminar os que não a alcançaram. Nem todos estudarmos e então acreditarmos que quem não estudou é menor que nós, ou menos potente.


Nas salas de jardim da infância de todo o mundo podemos perceber algumas características comportamentais básicas, comuns, em maior ou menor grau, entre 0 e 5 anos. Independente de raça, credo, religião, classe social. Alguém não sabe disso?





SE todos sabemos, porque continuamos ignorando?





Porque continuamos a criar as diferenças discriminatórias ao invés de aceitá-las, respeitá-las E, o que é o melhor, tirarmos proveito delas?


Eu tenho algumas sugestões de COMO fazer isso. E você?

Quais as suas sugestões a esse respeito?


Talvez você me diga que importar SummerHill não é tão simples. Imagine o volume de confusões que poderão surgir a partir de um espaço tão libertário? Precisaríamos de profissionais muito bem orientados e competentes para manter a ''Casa em Ordem".


Então eu te pergunto: mais confuso, desgastante, violento e opressor do que é nossa atual realidade nas escolas? Para as quais sequer desejamos, fomos preparados ou pensávamos enfrentar?


abraços




ref.:

O que é engenharia reversa?

Qualquer um que destruiu o radinho de pilha do pai para "ver como funciona" já deu os primeiros passos em engenharia reversa. Ela consiste em pegar um produto já acabado e examiná-lo, desmontando peça por peça, para descobrir como foi feito. A idéia é reproduzi-lo da melhor maneira possível, mesmo sem ter acesso às instruções e instrumentos do fabricante original. "A engenharia reversa é a principal atividade dos departamentos de desenvolvimento de produtos de todas as grandes empresas multinacionais. No Brasil, por exemplo, os fabricantes de televisores mantêm uma vistoria permanente nos aparelhos dos concorrentes", diz o engenheiro Javier Ramírez, da USP. Espiar o quintal do vizinho é, afinal, mais rápido e barato que reinventar a roda - e basta alterar um pouco o processo de fabricação para não ter que pagar por uma tecnologia patenteada, prática que leva a grandes discussões judiciais.
Até o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), o Japão adquiriu muito da sua tecnologia utilizando engenharia reversa em produtos americanos e alemães.
fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-e-engenharia-reversa


adicional de conteúdo postado em: http://redesocialconae.mec.gov.br/index.php/39092-marcia-cristina-sisi/propostas

Engenharia Reversa

Terça, 02 Julho 2013 15:39Editar itemEscrito por  
Avalie este item
(0 votos)
Abolir a obrigatoriedade de frequência e permanecia na escola, permitindo a educação em ambientes outros, inclusive o familiar, mediante comprovação de manutenção do direito de convívio social da criança em ambientes outros E sua comprovação trianual de assimilação de conhecimentos previstos no currículo tradicional.
Abrir a possibilidade de currículo escolar mais flexível que priorize as necessidades naturais de cada faixa etária, onde não caberia a obrigatoriedade, por exemplo, de nenhum conteúdo inútil na vida prática do indivíduo e pelo qual não demonstre interesse pessoal. (exemplos diversos como "Paralelismo e Perpendicularidade" num momento e interesse de vida que nem a reta ou a curva fazem sentido ou parecem úteis). SE e quando o desejo ou a necessidade mostrarem-se presentes, então chegou o momento de repassar tais conhecimentos. Esta sugestão se valida não só por nossa experiência como alunos e professores, onde já ficou claro
que MUITO do que decoramos para as provas perderam-se no nada desde a sala de aula até hoje. Mas também e principalmente por nossa experiência na constatação sincera de que nossos diplomas, conquistados a duras penas de muitos trabalhos e conteúdos assimilados de muito pouco nos são úteis na atuação prática da profissão ou sequer nos facilitam em grande parte o dia-a-dia profissional. O que não se usa diariamente perde-se...  Poucos de nós passaríamos com boas notas em provas como ENEM ou até em todos os conteúdos de uma mera 8ª. Série. O que se perdeu neste caminho foi tempo precioso gasto com o que não nos trouxe grandes utilidades. Nossos conteúdos precisam ser revistos para algo mais útil e interessante considerando cada indivíduo, sem querer igualar ou equiparar. Não se fala aqui de Não Ofertar Conteúdos, se fala aqui de não obrigar que se aprenda, nem cobrar que se decore apenas para passar nas provas de assimilação de um conhecimento em grande parte inútil para aquele indivíduo em especial. Nossa visão de respeito a diversidade precisa ser ampliado.
Outras sugestões:
1) acesso livre a internet de qualidade 24hs (= banda larga + equipamentos funcionando) em locais de acesso público >> para gestores, professores, pais e alunos
JUSTIFICATIVA: já está provada a ignorância geral da população em relação a fatos importantes ocultos pela mídia (que é controlada por apenas 12 diferentes famílias no Brasil) E também a ignorância da maioria de nós em relação a política vigente em nosso pais (= Direitos e Deveres de cada cargo político, da polícia e os nossos próprios enquanto cidadãos)
SUGESTÃO: ?
2) inclusão de conteúdos diários em sala de aula referente a estes assuntos (= estrutura política e cidadania).
JUSTIFICATIVA: não há como exercer a cidadania sem saber quais são os seus DIREITOS E DEVERES. A escola forma cidadãos?
SUGESTÃO: horários alternativos aos da escola tradicional
3) busca de soluções para ALGUÉM exercer o papel antigamente exercido por mães e avós que ficavam em casa.
JUSTIFICATIVA: HOJE, a maioria das mulheres está nas ruas a maior parte do tempo, trabalhando. Quem está oferecendo educação, formação de valores, exemplos de dignidade, honestidade e tantos outros essenciais ao ser para que permaneça HUMANO? A tv globo? A pauta é muito grande para incluir na grade de matérias da escola.
SUGESTÃO: espaços de acolhimento em período integral (= clubes e espaços comunitários, com vigilância via internet 24hs) que ofereçam (via profissionais voluntários ou pagos, qualificados para isso) alimentação, formação profissional e orientação em outras áreas não cobertas pela escola: autoestima, finanças, projetos, vida em sociedade, eco sustentabilidade... (OBS.: eu Marcia, posso oferecer 3 horas da minha semana para repassar os conhecimentos que possuo em minha área de atuação).

Para além destes itens gostaria de acrescentar que...
para a instituição escolar sobreviver daqui para frente ela precisa se reinventar em moldes que mostraram-se funcionais, úteis. Por exemplo Summerhill, Escola da Ponte, Lumiar. Para além destes modelos o que se vem propondo são escolas onde os alunos possuem total liberdade de escolha do que querem aprender, quando e como. Onde professores e profissionais atendem os interessados com hora marcada. Indivíduos e/ou grupos que querem, por seus motivos e necessidades particulares, inteirarem-se de tais conteúdos, marcam data, hora e locais para receberem a instrução. Instrução e transmissão de conhecimento/experiência/teoria para utilidades específicas que ao apenas necessariamente de adquirir um diploma.
Estamos lotados de profissionais incompetentes com belos diplomas em suas mãos que de nada acrescentam de BOM para a vida dos demais. Assim como estamos lotados de ignorantes cheios de medalhas e/ou diplomas comprados, que também nada acrescentam de bom para nossa sociedade como um todo.
Para que as instituições recuperem sua utilidade, necessidade e prestígio no mundo que vivemos atualmente, precisarão comprovar isso de outras maneiras que não só fornecendo diplomas de conclusão de curso com suposto aproveitamento de X.
Para que professores recuperem sua utilidade, necessidade e prestígio no mundo que vivemos atualmente, precisarão oferecer muito mais que informação (visto que ela já abunda na internet), precisarão oferecer senso crítico, competência analítica, capacidade compreensão,  de expressão e síntese para seus pupilos. Precisarão saber despertar-lhes o prazer em descobrir e aprender, em experimentar e conhecer. Os que não se sentirem competentes para tal podem continuar produzindo e distribuindo informação, mas não precisarão estar necessariamente presentes fisicamente em lugar nenhum. Basta que estudem, produzam e compartilhem tais conhecimentos por meios físicos ou magnéticos.
Ler 6 vezes
Informações sobre o Autor:
Marcia Cristina Sisi

sou uma metamorfose ambulante “ As pedras falam, eu estou calado.” Quando percebermos que nós e o planeta somos na verdade, um só, uma realidade, uma só consciência, teremos chegado ao ponto de descobrir que a nossa transformação não foi apenas uma atitude, mas uma mutação. (prefácio do filme Ponto de Mutação) Na internet estamos REaprendendo o valor de COMPARTILHAR, pois competir apesar de algumas vezes induzir a excelência, nem sempre é o melhor caminho! Se você quer e eu quero, nós podemos! Estarmos juntos é um começo. Continuarmos juntos é um progresso. Trabalharmos juntos é a chave do sucesso!

2 comentários

  • Link do comentárioMarcia Cristina SisiSábado, 13 Julho 2013 15:27 postado por Marcia Cristina Sisi
    Caro José, agradeço seu comentário e valorizo sua opinião.
    Conto também com seu conhecimento e competências para extrair deste "ideal" o que pode ser aproveitado, bem como rogo que o inspire para outras tantas propostas e ações mais cabíveis ao nosso cenário atual.

    Infelizmente não me sinto competente para alimentar o sistema da maneira que ele está. Fico sempre com a impressão de que estamos na fábula dos porcos e minha capacidade fica minada. Sinto-me como uma cúmplice. Não gosto da ideia de corroborar com a "destruição das florestas para assar porcos, apenas porque é essa a estrutura vigente e tudo o que podemos fazer neste momento é melhorá-la".

    Sei que me entende.
    Caso encontre outros caminhos para aproveitar meu potencial, estou as ordens!

    Abraços
    http://vivenda.eco.br/

Postagens mais visitadas deste blog

Quando você muda o modo de observar as coisas, as coisas mudam

Frase


O amor é a solução. 
 "Existem três tipos de pessoas: as que deixam acontecer, as que fazem acontecer e as que perguntam o que aconteceu." (John Richardson Jr.). 
"Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas." (Charles Chaplin).


Sou uma metamorfose ambulante...

Condicionamentos e Padrões de comportamento

Fantástico, recomendadíssimo!!!
Assistindo um hangout hoje, do Recalculando a Rota aprendi mais que a soma de muitos livros, filmes ou experiências de vida que já tive oportunidade de ter contato até agora. Tudo bem resumidinho, direto ao ponto, recheado de "pulos do gato".


Considere substituir a palavra Universo por outra que se sinta mais confortável. Deus, Senhor do Mundo, Anjos... seja lá qual for a Fonte Maior que entenda como poderosa ou capaz o suficiente de fazer mais por você que você mesmo.

Segue um resuminho do que (penso que) aprendi:
Vamos perguntar porque agimos da maneira que agimos?
Existem diversos condicionamentos, ou padrões de comportamento que adquirirmos durante nossa vida em função dos acontecimentos a nossa volta.
Por exemplo:  Estávamos aprendendo algo (dirigir, nadar, cavalgar...) e fomos expostos a uma reação grosseira e exagerada de quem estava próximo (por algum erro cometido por nós) e então adquirimos um padrão de querer ser perfeitos para nao p…

CROSSROADS: Dores de Parto de Uma Nova Visão Mundial - Completo HD

2013

o uso de antidepressivos disparou 400% nos últimos anos

perguntas poderosas

what's the best things that happened to you in the last month

Qual foi a melhor coisa que aconteceu com você no último mês?

what really brings you joy

O que realmente te traz prazer?

what gives you meaning in life

O que te dá significado na vida?

aos 29:44 do vídeo
Numa resposta rápida diríamos que para ser mais feliz precisamos apenas de mais dinheiro...
Mas se respondermos sinceramente sobre quais foram nossas melhores experiências no mês passado diremos que estão relacionadas com outras pessoas, não com quaisquer posses.

Isso transparece que intuitivamente sabemos o que realmente nos traz alegria e felicidade, mas às vezes nos permitimos iludir pelo ambiente ou pela mídia.