Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

Seres Humanos

Particularmente acredito em seres humanos que comportam todo tipo de humanidade mas que sentem-se mais saudáveis e felizes ao vivenciarem sua honestidade, integridade, amor e fraternidade dentro de toda a liberdade intrínseca existente para estas escolhas.

Mas entendo que, cerceados por sociedades doentes e equivocadas em suas "regras de conduta", acabam por escolher caminhos obscuros na intenção da simples sobrevivência.

É preciso "adaptar-se" para continuar vivo. Esta foi uma máxima sustentada pela ciência que, como tantas outras, sustentadas por religiões, produziram vários equívocos. Pequenas ou grandes distorções aqui e ali, intencionais ou não, criaram legiões de crédulos de que algo é certo ou errado conforme tais padrões.

Ao ler os jornais, de qualquer tipo, vejo um cenário tão real quanto fantasioso e sinto certa dificuldade para discernir nosso mundo. Pois, se afinal já entendemos que, quando se sabe onde se quer chegar, chega-se mais rápido, onde afinal est…

Verdades cabeludas

Já faz algum tempo que comecei a perceber que as verdades da minha vida são tão "cabeludas" que uma mentira (mesmo muito da mal contada) convenceria mais.

Estou fazendo questão de anotar uma delas aqui:

SE, alguém me dissesse que a Marcia Sisi nunca tinha ouvido falar de DeRose, até hoje (21/08/2013), eu jamais acreditaria.

Marcia Sisi

Para quem também NUNCA ouviu falar ou já conhece, recomendo assistir esta entrevista muito esclarecedora


http://www.metododerose.org//entrevista/




livro citado na entrevista  http://www.metododerose.org/downloads/?localized_domain=true#
outros downs

http://www.metododerose.org/downloads/?localized_domain=true

Azeitando a Equipe

Vamos encontrar aqui um caminho alternativo.
Seremos livres para escolher o que gostamos e preferimos fazer. Assim as responsabilidades são distribuídas.

Considerando que nem tudo acontece exatamente como o programado, que alguém falha em suas execuções, acidentes acontecem, máquinas quebram etc. Temos a política de "no stress". Ou seja estas falhas, humanas ou não, serão solucionadas sem castigos ou cobranças.

Neste cenário, além dos imprevistos que quebram a sequência temos também as tarefas que não foram assumidas por ninguém. Porque são chatas, cansativas, nojentas, não importa o motivo da rejeição.
Estes buracos vagos quebram a "linha de produção" e todos os seus dependentes param também.

A solução foi encontrada com a criação dos "momentos de ajustes". São horários chaves específicos, em pontos críticos do processo, que possuem a participação do grupo em regime de pouca dedicação. Cerca de 15 minutos a 1 hora e meia dedicados ao que precisa ser feit…

Nova escola? Ou espaço de realização do ser?

Minha sugestão já há alguns anos é disponibilizar para nossos filhos TODO o conhecimento humano acumulado até hoje. Disponibilizar, incentivar, contribuir e assessorar os alunos na assimilação destes conhecimentos. Mas sem obrigar "gênios da matemática" a estudarem as artes E serem obrigados a assimilar 50% para serem considerados "normais" e aceitos como "aprovados". O mesmo vale para nossos gênios das artes, música, geografia, história, ciências, línguas, tecnologia...

Cada ser com sua particular competência tem o DIREITO a informação, assimilação e uso, não a obrigação de ser pelo menos 50% bom em tudo que queiram lhe empurrar goela abaixo.

Temos o DIREITO de sermos diferentes, especiais, burros e até gênios no que mais nos aprouver.

Então a nossa nova escola PRECISA atualizar-se para, no mínimo, algo tão democrático, acessível, livre e grande quando a realidade que hoje vivemos. Internet. Rede. Compartilhamento. Transparência. Liberdade de escolha e p…